23 de jun de 2011

Veneza espetacular: a Piazza San Marco

.

A Itália foi a vencedora da última enquete do blog! Ganhou por um voto da Holanda. Obrigado a todos que votaram!

O primeiro post sobre a Itália não vai ser sobre Roma, mas sobre outro destino muito procurado por todos os tipos de turistas: Veneza.

Cidade única no mundo, ícone do romantismo, a capital do Vêneto é uma verdadeira obra de arte. Ela abrange 117 ilhas da Laguna de Veneza, no Mar Adriático, e é cortada pelos canais mais famosos do mundo.

Veneza é um pouco cara, mas veja duas sugestões de hotéis baratos no fim do post.

Para aproveitar a viagem ao máximo, é essencial levar um bom guia de viagem. Os melhores são os da Lonely Planet.

Leia também o post Veneza alternativa: Burano

Máscaras de carnaval


Para quem faz questão de tirar boas fotos durante as viagens para depois poder relembrar tudo em detalhes, recomendo a leitura do post Comparativo de câmeras Nikon.


Pode parecer estranho, mas é difícil falar sobre Veneza. É um destino turístico tão famoso e tão superlativo em tudo que nem se sabe por onde começar. O que é mais importante: o Canal Grande, a Ponte Rialto, o Palazzo Ducale, a Basílica de São Marcos, a Piazza, o Campanário?

Uma coisa é certa: o ponto focal de Veneza é a Piazza San Marco. Considerada por muitos a mais bela praça do mundo, ela é cercada pelos símbolos mais importantes da cidade: a basílica, o palácio dos doges e o campanário.


Piazza San Marco, Basílica de San Marco e Campanário

A praça é dominada pela Basílica de San Marco, uma catedral de arquitetura bizantina consagrada no ano de 1071. Originalmente capela particular dos Doges, apenas no ano de 1807 ela se tornou a catedral da cidade. Um dos destaques são os Cavalos Gregos, trazidos para Veneza em 1204 pelo Doge Enrico Dandolo, fruto do saque de Constantinopla durante a IV Cruzada.


Basílica de San Marco

Localizado na praça anexa à Piazza San Marco, o gótico Palazzo Ducale foi a residência oficial dos doges, os supremos mandatários da República de Veneza. Ele foi construído entre 1309 e 1424 e também abrigou outras instituições governamentais, como tribunais e uma prisão. Atualmente, é um museu.


Palazzo Ducale

Veneza tem muitas outras atrações imperdíveis, mas vou falar delas em outros posts. Quem quiser dar uma sugestão, pode deixá-la nos comentários. Com certeza serão bem-vindas!

Sugestões de hospedagem

Veneza não é uma cidade barata, principalmente se você quiser ficar perto da Piazza San Marco. Entretanto, conheço duas boas opções de hotéis baratos:



 Ostello Venezia - albergue da rede HI

Situado na ilha de Giudecca, é um albergue confortável que oferece dormitóríos masculinos e femininos, bem como quartos para grupos e para três e quatro pessoas com banheiros. Reserve com antecedência!



 Hotel Delfino - Venezia Mestre

O Delfino é um hotel 4 estrelas, muito confortável, localizado na cidade de Mestre, no continente. É possível chegar a Veneza em apenas 10 minutos de trem, e também pode ser uma boa base para visitar as cidades de Pádua e Treviso.

Outros hotéis em Veneza
Voos para Veneza
Voos para Roma




5 comentários:

Patricia disse...

A dica do albergue de Veneza é ótima! Quando estive lá fiquei no Ostello Venezia e adorei. Para quem viaja com pouca grana é a melhor opção. Parabéns pelo blog. Abraço.

Flávio disse...

Muito obrigado pela participação e pelos elogios :-)

Anônimo disse...

Muito legal seu texto, parabéns. Mas esse sonho de ir a Veneza continua distante. HeHeHeHe

Flávio disse...

Sonhar é sempre o primeiro passo!

Jorge Ramiro disse...

O que acontece é que a Itália é bonita, mas assim é Holanda, há lugares como Bruges, são um paraíso, então para mim que você deve declarar um empate entre os dois, pois cada um tem suas próprias coisas agradáveis. Eu vivia na Itália há dois anos, eu trabalhei em alguns hotéis baratos que eram dos meus amigos do Brasil. Mas a Holanda é um país incrível, Amesterdão é uma cidade bonita, com muita vida noturna.