5 de jun de 2011

Roteiro de viagem: 10 dias de trem pela Suíça


Viajar de trem é uma das formas mais tradicionais, românticas, aventureiras e profundas de se conhecer um país ou região. O movimento desordenado nas estações, as grandes plataformas onde se alinham as composições, as cabines divididas com estranhos de todas as nacionalidades, o chacoalhar constante sobre os trilhos, a paisagem passando bem pertinho da janela... tudo isso faz parte do imaginário de toda grande viagem ferroviária.


Estação Interlaken Ost



A Suíça é um ótimo lugar para trazer esse imaginário para a realidade. É um país pequeno, com paisagens deslumbrantes e tudo funciona à perfeição, sem atrasos ou surpresas desagradáveis. Em dezembro de 2010, fomos de trem de Genebra a Zurique, passando por Berna, Interlaken e Lucerna, em dez dias de uma viagem incrível. A lista de hotéis está no fim do post.



Dia 1: Chegada em Genebra

Depois de 7h de atraso por causa do clima na Europa, chegamos a Genebra por volta das 18h. Fomos direto para o hotel e só deu tempo de passear um pouco pela beira do lago próximo ao centro histórico. Jantamos um fondue e voltamos para o hotel.


Dia 2: Genebra - Berna

Tivemos só um dia para conhecer Genebra, então caminhamos bastante. Com o hotel pertinho do centro histórico, foi fácil chegar até a Catedral de São Pedro, o Hôtel de Ville, o Museu da Reforma e o Sítio Arqueológico. 



Catedral de São Pedro

Lago Genebra


Depois do almoço, a pedida foi uma boa caminhada pelo lago e depois pelo Parc des Bastions.

No fim da tarde, fomos a pé até a estação de trens. Pontualmente às 18h10, nosso trem para Berna partiu. Foi uma viagem de 1h46 em um ótimo vagão de 2ª classe, ao preço de 36,80  por pessoa (supersaver ticket da SBB).

A chegada em Berna foi muito legal: frio de rachar e neve caindo sem misericórdia. Caminhamos até o hotel no meio da mais típica nevasca, tudo branco, todos brancos. Mesmo com a neve, as ruas estavam cheias de gente. O frio intenso mantinha a neve sólida, a não deu para escapar de nenhum cliché sobre cobertores brancos e papais noéis.




Dia 3: Berna

Pela manhã, vimos como a cidade é linda e como a neve pode se transformar rapidamente numa lama escura congelante! Passeamos pela cidade velha, visitamos a Casa de Einstein, a catedral, a famosa Torre do Relógio e o Parlamento Suíço (Berna é a capital do país). Foi em Berna que Einstein publicou os seus mais importantes trabalhos, como a Teoria da Relatividade. Passamos o dia todo na cidade e tivemos tempo para atravessar duas pontes que cruzam o rio Aar, que é o maior rio que nasce e termina na Suíça, com 295km. Ele forma uma ferradura em torno do centro histórico. Ambas as margens são bem elevadas em relação ao leito, e as vistas são muito bonitas.


Parlamento Suíço

Ponte sobre o rio Aar

Ponte sobre o rio Aar - centro histórico à esquerda


Dia 4: Berna - Interlaken

Saímos cedo do hotel para pegar o trem para Interlaken, que partiu às 8h04. A viagem até a estação Interlaken West durou 47min e custou €13 por pessoa em segunda classe. A neve tinha dado uma pausa e caminhamos até o nosso hotel, onde deixamos as malas e pegamos os vouchers para o passeio até Jungfraujoch, a estação de trem mais alta da Europa, a 3.454m de altitude.


Vista de Interlaken
Estação de Jungfraujoch
Mapa com as montanhas de Jungfrau


Os trens até Jungfraujoch e as paisagens alpinas foram simplesmente espetaculares. Difícil descrever como é o primeiro contato com os Alpes no seu máximo esplendor. O tour de dia inteiro nos deixou com gosto de quero mais e nos preparou para os passeios dos dias seguintes.


Dia 5: Grindelwald, Mannlichen

De manhã cedo, voltamos à estação e compramos tickets para mais um trem, desta vez para a cidadezinha de Grindelwald. Uma viagem de mais ou menos 1h por vales rodeados de picos nevados, passando por vilarejos de casinhas típicas das montanhas, nos levou até nosso destino. Grindelwald é uma cidade de sonho, pequena mas com boa infraestrutura turística, base para algumas das melhores estações de esqui da região.

Estação de trem de Grindelwald
Grindelwald

Vista de Grindelwald a partir do teleférico para Mannlichen


Depois da uma volta pela cidade, pegamos o teleférico até Mannlichen, o maior da Europa. Mannlichen nada mais é que uma base para pistas de esquis, com duas estações de teleférico e um grande restaurante. Fica em uma colina não muito alta, mas sua localização única, bem no meio de dois vales, oferece uma vista excelente para entender a geografia da região. Ao fim da tarde, pegamos o trem e voltamos para Interlaken.

Descidas de esqui de Mannlichen

Restaurante de Mannlichen

Vista das cidades de Wengen e Lauterbrunnen


Dia 6: Lauterbrunnen, Stechelberg, Gimmelwald, Murren

Mais uma vez saímos cedo do hotel e caminhamos até a estação de Interlaken para pegar o trem, desta vez para Lauterbrunnen, no vale do lado oposto de Grindelwald. De lá, pegamos um ônibus até Stechelberg e um teleférico até Murren, passando por Gimmelwald.

A localização de Murren e Gimmelwald é extraordinária: na borda da montanha, com 500m de paredão de rocha até o vale abaixo. Pela manhã, a neblina e a neve forte impediam qualquer visão para baixo, mas à tarde o tempo abriu e a vista foi de tirar o fôlego.

A caminhada por Murren foi embaixo de neve, com vento forte e muito frio. Mas valeu a pena! O vilarejo é mais uma maravilha alpina.





Saindo de Murren, paramos em Gimmelwald antes de descer de volta até Stechelberg. Outra cidadezinha sensacional! Só vendo para acreditar.




Sinos para vacas

Estação de teleférico de Gimmelwald


Ao fim da tarde, voltamos mais uma vez para nossa base em Interlaken.


Dia 7: Interlaken - Lucerna

Mais uma caminhada matinal até a estação de trem, mas agora para dar adeus aos Alpes suíços. Embarcamos às 8h04 no nosso vagão de 1ª classe (20, supersaver ticket) para Lucerna, onde chegamos exatamente 2h depois. A viagem foi linda, passando às margens de um dos lagos que dá nome a Interlaken, depois por mais montanhas e mais cidades fotogênicas.

Pela manhã, caminhamos pelo centro histórico de Lucerna, as muralhas, o monumento ao leão e o lago. À tarde, visitamos a Sammlung Rosengart Collection, um ótimo museu com obras de Picasso, Miró, Chagall, Monet, Cézanne, Matisse e outros expoentes da arte.


Kapellbrücke





Dia 8: Lucerna - Zurique

No segunda dia em Lucerna, fomos de manhã ao Museu do Transporte, que tem uma grande coleção de veículos de todos os tipo. Tivemos que correr no museu, pois nosso último trem na Suíça partia às 13h10 (1ª classe, €15,20 com supersaver ticket). 46 minutos depois, chegamos a Zurique, grande cidade cheia de atrações.

Passamos a tarde caminhando pela cidade e vendo algumas de suas mais famosas atrações: a igreja de Grossmunster, Cabaret Voltaire (o original), o lago e a sofisticada rua Bahnhofstrasse. À noite, assistimos um coral de Natal em uma árvore cantante.

Vista do lago

Grossmünster

Bahnhofstrasse


Dia 9: Zurique

No segundo dia, visitamos o Museu de Arte, o Centro Le Corbusier e as igrejas de Fraumunster e St. Peterskirche.
Fraumünster e St Peterskirche





Dia 10: Retorno

Dia de voltar ao Brasil, mas já procurando uma promoção de passagem aérea para começar a planejar o próximo roteiro de viagem!


 Hotéis na Suíça




Todas as reservas de hotéis foram feitas pela Internet no site booking.com, exceto em Interlaken. Preços para casal em francos suíços.

Genebra
Hotel Central
Rue de la Rôtisserie, 2
info@hotelcentral.ch
1 noite com café da manhã - CHF 155
Hotel com ótima localização, em edifício compartilhado, sem portaria 24h. Quarto simples, mas confortável.

Outros hotéis em Genebra


Berna
Metropole Swiss Quality Hotel
Zeughausgasse 26
info@sqh.ch
2 noites sem café da manhã - CHF291
Hotel com ótima localização, em edifício compartilhado, sem portaria 24h. Quarto grande, muito confortável.

Outros hotéis em Berna


Interlaken - reserva no site www.interlaken.ch
Hotel Blume
Jungfraustrasse 30
reservation@interlakentourism.ch
3 noites com café da manhã + passeio de trem até Jungfraujoch - CHF660
Hotel com ótima localização, em edifício próprio, com restaurante no térreo. Quarto e banheiro pequenos.

Outros hotéis em Interlaken
Hotéis em Grindelwald
Hotéis em Lauterbrunnen


Lucerna
Best Western Hotel Krone
Weinmarkt 12
info@krone-luzern.ch
1 noite com café da manhã- C2HF138
Excelente hotel com ótima localização, em uma praça charmosa. De longe o melhor da viagem. Quarto muito confortável e sofisticado.

Outros hotéis em Lucerna


Zurique
Astor Hotel & Serviced Apartments
Weinbergstrasse 44
bookings@astor-zurich.ch
2 noites sem café da manhã - CHF238
Hotel com boa localização, fácil transporte para o aeroporto. Quarto grande e confortável.


Outros hotéis em Zurique

35 comentários:

Nascimento disse...

Viagem dos sonhos, acompanhada de belissimas fotos.
Abs
Nascimento

Flávio disse...

Sem dúvida, Nascimento. Obrigado! Em breve, novos roteiros no blog.

Patricia disse...

Meu companheiro de viagem. Essa nossa sengunda ou terceira lua-de-mel foi maravilhosa! Beijos

Naiane disse...

Parabéns pela viagem e principalmente pelas fotos...adorei...

Flávio disse...

Obrigado, Naiane!

Gustavo Lázaro disse...

Fotos ótimas!
Venderam totalmente o roteiro.
Qual camera você usou?
Sem dúvida lugares que quero conhecer em breve.

Flávio disse...

Obrigado, Gustavo! Minha câmera era uma Pentax K100D. Antiga, mas muito boa.

Anônimo disse...

Lugar lindo hein.

Suíça Turismo disse...

Parabéns pelo excelente post e pelas belíssimas fotos. Informações preciosas para quem quer desbravar a Suíça de trem!

Abraços da equipe do Switzerland Tourism

Flávio disse...

Agradeço os elogios!

Juliana Felix disse...

Adorei, fantástico... Estou planejando minha viagem e quero passar na Suíça. Com este relato já tive ideia do que esperar e o que quero visitar! Abraços e continuem viajando!

Flávio disse...

Oi, Juliana! Que bom que o post foi útil. Com certeza viajaremos sempre que possível! Obrigado!

Dicas & Passeios disse...

Adorei pois sempre tive o sonho de conhecer a suica e agora tive a oportunidade de conhecer uma parte de forma como seu eu tivesse viajando, parabens. Sucesso.

Flávio disse...

Muito obrigado! Que legal que o post teve um efeito tão bom!

Isabela disse...

Flávio! Parabéns pelas fotos e pela qualidade das explicações. São fantásticas!!! Queria fazer uma pergunta: os tickets de trem vocês compraram nas próprias estações ou aqui do Brasil? Abraços!

Flávio disse...

Oi, Isabela. Compramos todos os tickets aqui no Brasil, pela internet, direto no site da empresa suíça de trens: http://www.sbb.ch/en/ Em alguns períodos do ano, é possível comprar os tickets Supersaver, com excelentes descontos, e não precisa ter nenhum passe para comprá-los. Vale muito a pena.

Abraço!

Felipe Casanova disse...

Oi Flavio, blz?

Parabens pelo blog mt bom, muitas informações preciosas.

Seguinte, no final do ano irei à Suiça e assim como vc tenho 10 dias para viajar por lá, muito legal esse roteiro que você fez, me ajudou muito. Acredito que irei "copiar" um pouco o que vc fez. Não conseguirei fazer tudop pois tambem irei à Chamonix (França).

Bom, minha duvida é a seguinte:
Vi que vc usou uma pentax K100D para fazer as fotos, num outro post vi que vc tem uma nikon D90. O meu problema é esse, estou a comprar uma nikon D90 tb, porem ouvi dizer que nos lugares com neve a maquina congela. Vc acha que dá para usar a D90 na suiça, no inverno (dezembro/janeiro)? Se não, qual maquina vc recomendaria? a sua pentax é selada?
Obrigado.
Abs.
Felipe

Flávio disse...

Que bom que o post foi útil, Felipe!

Minha Pentax não é selada, mas não tive nenhum problema com ela. Também nunca ouvi falar sobre problemas com a D90 no frio, mas ainda não usei a minha em condições assim.

Uma precaução importante é com a condensação: depois de passar um tempo no frio, cuidado ao entrar em ambiente quente, pois pode surgir umidade. É bom proteger a câmera (evitar contato com ar) antes de entrar para o ambiente quente. Pode ser na bolsa, num saquinho plástico ou até enrolar num casaco. Também é bom não deixar que ela esquente muito depressa. Se ela estiver na bolsa, já tá bom.

Esse link tem várias outras recomendações para o frio:

http://www.nikonusa.com/Learn-And-Explore/Photography-Techniques/g1p064ac/all/Camera-in-the-Cold.html?cid=emailledec09featured

Boa viagem!

Eduardo disse...

Parabéns pelo Blog e pelas viagens Flávio!

Em dezembro proximo estarei passando 6 dias em Paris(Reveillon), 2 em Veneza e 2 em Milão! Porem decidi fazer o trajeto Paris > Veneza de trem, afim de pegar belas paisagens pela suiça, e como tinha uma folga, após ler seu relato e o forum do mochileiros, optei por segmentar essa viagem longa e fazer uma pausa em Interlaken! Estarei chegando á Interlaken dia 01/01 as 16:00h, e Partindo dia 03/01 as 13:00h! Sendo o dia 02 para realizar o passeio até Jungfraujoch, e dia 03 pela manha para tentar esquiar algumas horas!

Tenho algumas dúvidas, que são importantes para organizar meu passeio, e caso vc possa me dar uma dica com sua experiencia de viagem ficaria muito grato!

São elas:

Qual o horário de dia "claro" na região nessa época? pois isso vai determinar se faço as paradas na subida iu decida e Se o passe de trem até Jungfraujoch me permite as paradas nos vilarejos livremente? Ou na hora da compra preciso determinar as conexções em passes individuais?

Mais uma vez! parabéns! Grande abraço

Flávio disse...

Eduardo, obrigado pela visita.

Os horários do nascer e do pôr do sol em 1º de janeiro de 2012 na região de Interlaken são 8h16 e 16h51 (http://goo.gl/Ey8qh).

As passagens de trem que usamos são passagens normais que davam direito a parar nas estações intermediárias, mas achamos melhor subir direto para ter mais tempo lá em cima. Voltamos já escuro para Interlaken.

Boa viagem e boa sorte com o clima.

Renan Quinhoneiro disse...

Olá Flávio, Parabéns pela viagem!
Gostaria de fazer uma parecida, mas em menos tempo infelizmente.
Se possível, queria tirar uma dúvida com você.
Olhando os preços que você colocou, definitivamente, o swisspass não compensa, ao contrário do que a grande maioria do pessoal no mochileiros.com diz. rs
Então estou simulando as compras dos tickets para ter uma idéia e encontro um problema. Logo na página inicial da sbb eu coloco a data que quero, só que mais pra frente, ele da um erro em outra pagina, pedindo pra eu selecionar em outro calendário, uma data dentro do intervalo permitido, que no caso é de apenas 1 mes a partir da data atual. na seção de tickets supersaver a coisa piora, e diminui pra no máximo daqui a 15 dias. Prefereria já comprar as passagens para ficar tranquilo, mas não sei se é possível pois minha viagem é daqui 2 meses. Também não sei se o preço muda muito se deixar pra comprar mais pra frente ou quando já estiver por lá. Muito obrigado pela atenção.

Flávio disse...

Renan, obrigado pela visita!

Quando comprei os tickets supersaver, a antecedência máxima era de 1 mês, e eu comprei logo que foi possível. Os preços podem variar, sim, pois é uma quantidade limitada de tickets com desconto. Mas como sua viagem é em janeiro, é muito improvável que os trens estejam lotados, mesmo comprando os tickets na hora.

Resumindo: dá pra esperar esses 15 dias de antecedência e, se não encontrar mais descontos grandes, fazer as contas e ver se passa a valer a pena a compra de algum passe.

Boa sorte e boa viagem!

Marcelo Constantino disse...

Cheguei aqui através dos mochileiros.com e esse post foi inspirador para a viagem que fiz agora no fim do ano. Fiz +- o mesmo roteiro, na mesma época do ano -- 1 ano depois da sua. A dica do supersaver foi ÓTIMA. Muito obrigado!

Flávio disse...

Marcelo, fico muito feliz que o post foi útil! Obrigado pelo retorno!

Viagens XL disse...

Que bela viagem! Gostei muito de ler este roteiro! A Suiça é de facto um país muito belo.

Cumprimentos

Marlus Moraes disse...

Olá Flavio,

Estou indo para Berlin estudar e pensei em passar uns 6 dias na Suiça.
Desceria em Zurique ficaria um, dois dias lá e iria para interlaken conhecer a região. Porém estou ficando desanimado pois não consigo achar passagem de trem barata, todas simulações de sites que fiz da quase R$ 500,00 ida e volta de Zurique para Interlaken.
Você teria alguma dica de site, ou passe tipo esse swiss pass?

Muito Obrigado.

Marlus

Flávio disse...

Marlus, comprei todas as minhas passagens direto no site da companhia suíça de trens, a SBB (sbb.ch). Fiz uma simulação para fevereiro e tem tickets a partir de CHF99 ida e volta.

Pra saber se o passe vale a pena, só pesquisando o preço dos tickets e calculando com o desconto do passe.

Boa sorte.

Bruno Camargo Bertaglia disse...

SENSACIONAL

Tem ideia do custo de refeiçoes no Interlaken ?

Vale a pena um bate e volta de Interlaken a Montraux ? Cansativo ? interessante?

GRATO

Bruno Camargo Bertaglia disse...

Vc chegou a comprar algum half fare travel card?

NEcessário ?
Pois no site q vc indicou, qndo menciono que tenho ele, na simulação, o preço cai 50% ( deixando de lado a opçao supersaver)
Ou vc somente usou passagens supersaver?

VALEEEUU

Marlus Moraes disse...

Olá Bruno,

Você sabe como comprar esse half fare travel card? Eu fiz essa mesma simulacao que você....
Sabes o preço dele?

Abraços

Cristina Sartori disse...

Tua viagem pela Suiça de trem foi muito interessante. Eu também estou planejando uma viagem com umas amigas. Sou também de Porto Alegre. É melhor comprar o eurailpass em Porto Alegre ou na Europa? Uma das amigas mora em Paris e poderia comprar lá. Onde é mais barato? O que tu achas?

Um Abraço

Flávio disse...

Eu não usei passes e não recomendo. Como relatei, comprei as passagens direto no site da SBB, tickets "supersaver" muito baratos. Os passes oferecem flexibilidade, mas isso tem um preço. E ainda é necessário fazer reservas (com cobrança de taxa) para certos tipos de trem. Se você sabe as datas de viagem, passe não vale a pena.

Betha disse...

Olá Flávio,

Você, nas suas pesquisas sobre viagens de trem na Suiça, chegou a ver algo sobre a rota do Albula/Bernnina? Um trem antigo que faz um percurso único e que é Patrimônio da Unesco.
Estou super curiosa, mas não encontro os tickets no SBB.
Abraços,
Bethatrekker

Flávio disse...

Betha, tem o site do Bernina Express:

http://www.rhb.ch/Bernina-Express.1676.0.html?&L=4

É esse?

Rose Moraes disse...

Olá td bem ?

Gostaria de saber se vc tem alguma indicação de guia em portugues na Suiça ?